sábado, 30 de agosto de 2014

NA FICHA DE MAICON CONSTAVA UM ASSALTOA FARMÁCIA EM BARRA GRANDE COM OS IRMÃOS GÊMEOS!!

Preso da justiça é morto a tiros em Parnaíba


 Maicon ainda com vida quando foi preso em abril de 2013.
O preso da justiça no regime semi-aberto e que era monitorado pelo uso da tornozeleira eletrônica, MAICON DOS SANTOS ARAGÃO, de 25 anos, foi morto a tiros nessa manhã de sábado(30) quando se encontrava numa oficina destinada a instalação de aparelhos sonoros em veículos, localizada a rua São Francisco, nº 175, bairro Ceará.
 De acordo com informações pré-liminares, Maicon levou cerca de 10 tiros
Local onde Maicon foi executado
 A policia ainda não tem pista dos autores do crime.

O IML fazendo a remoção do corpo de Maicon na cena da ocorrência.
 Uma grande multidão acompanhava de perto o evento

BOATO:
Depois da morte de Maicon, um boato foi espalhado que um dos gêmeos teria sido assassinado no interior do presídio, mais precisamente na casa de Custódia em Teresina, o que não ocorreu, após confirmação do advogado Márcio Mourão, que encontrava-se na ocasião com familiares de seu cliente.

IMAGENS DO MOMENTO DA REMOÇÃO DO CORPO DE" NEGO MAIKE" ABATIDO COM TIROS DE PISTOLA !!


Um homem identificado por Maicon dos Santos Aragão, de 26 anos, mais conhecido como “Nego Maicon”, foi executado a tiros na manhã deste sábado (30/08) por volta das 10h na Rua São Francisco, Bairro Ceará, em Parnaíba. De acordo com a Polícia, dois homens em uma moto pararam no local e efetuaram os disparos contra a vítima.
Informações colhidas pela reportagem do Portal Costa Norte dão conta de que, o “Nego Maicon” era residente na localidade Baixa do Aragão, próximo a BR 402 em Parnaíba, e estava nesta residência no Bairro Ceará visitando a sua namorada. No momento em que o mesmo estava entrando na casa foi abordado por dois homens em uma motocicleta que efetuaram, segundo testemunhas, mais de 10 tiros. A vítima ainda correu, mas morreu em seguida.
Policiais Militares da Força Tática de Parnaíba chegaram ao local de imediato, realizaram o isolamento da cena do crime e constataram que a arma utilizada para executar Maicon Aragão foi uma pistola 9mm, que é conhecida pela capacidade de transfixação. No local do homicídio, a Polícia encontrou oito projéteis. De acordo com informações da Polícia, Maicon já foi preso por furto, assalto e era investigado por envolvimento no assassinato de José Carlos Aguiar de Sousa, que era funcionário do Armazém Paraíba, irmão de Carlos Willian de Aguiar Sousa, conhecido “Cherry”.
nego_maicon02
Várias guarnições da Polícia Militar de Parnaíba, juntamente com o Serviço Reservado do 2º Batalhão Major Osmar, estiveram na ocorrência colhendo informações com testemunhas e iniciando diligências para capturar os acusados. Uma equipe do Instituto Médico Legal foi acionada e esteve no local realizando a remoção do corpo para o posto avançado do IML de Parnaíba, localizado no Bairro Frei Higino.
nego_maicon04
Curiosos se aglomeraram para saber o que havia acontecido. (Foto: Sombra PHB)
Curiosos se aglomeraram para saber o que havia acontecido.
IML esteve no local realizando a remoção do corpo. (Foto: Sombra PHB)

"NEGO MAIKE" É MORTO A TIROS EM PARNAIBA


Na manhã deste sábado (30) um homem identificado por "Nego Maike" foi alvejado por vários tiros de pistola 9 milímetros na Rua São Francisco 175 próximo ao colégio Raquel Magalhães em Parnaíba. O homem veio a óbito ainda no local. O IML já foi acionado. A Policia suspeita que o motivo da morte seja por acerto de contas.


P

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O QUE ERA PARA SER APENAS UM SUSTO TERMINA EM MORTE


Um cachorro na vida de um casal que não se entende resultou em mais um crime. Ele, apegado ao animal. Ela, ansiosa para se livrar dele. A saída que a mulher encontrou foi dar sumiço ao cão sem o conhecimento do marido. Mas como ? Isso não ficou esclarecido até ontem, quando o desaparecimento do veterinário Fernando Augusto Souza Moura foi desvendado.

O dono do cachorro, Dorval Vieira Rodrigues, descobriu que o cão havia sido levado para a clínica do veterinário e o procurou. Começou aí um desentendimento que daria origem ao crime. Fernando se recusava dizer que fim dera ao cachorro. "Fui tomado por uma mágoa profunda", disse Dorval, entre lágrimas... Mas matar seria a saida? A mágoa e a humilhação despertam sentimentos sobre os quais a maioria das pessoas não tem domínio. 

O desejo de matar é um gatilho interno que pode ser disparado a qualquer momento e em qualquer lugar. E todos, sem exceção, estão sujeitos a isso. O que chama atenção nesse crime é um ódio que começou a ser semeado dentro de casa, quando o casal se desentendeu por causa do cachorro. 

Depois a entrada em cena do veterinário, cujo papel no sumiço do animal não foi de todo esclarecido. Nem parece ser relevante agora. Mas do episódio fica uma lição: provocar o ser humano ao limite é correr o risco de despertar monstros adormecidos.Texto Portal do holanda


A Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), por meio da Secretaria de Inteligência (SEAI), prendeu quatro homens envolvidos na morte do médico veterinário Fernando Augusto de Souza Moura. Foram presos o mandante do homicídio, o policial civil aposentado Dorval Vieira Rodrigues, de 82 anos; Zacarias Araújo Duarte, conhecido como “Timbal”, de 44 anos; Evandro Souza dos Santos, de 40, e José Bernardo de Oliveira, também conhecido como “Zé Canoeiro” ou “Zé Pirarucu”, de 61 anos. 

O investigador aposentado disse que encomendou o crime por vingança, porque o veterinário teria sumido com o cachorro, dado ao veterinário pela mulher dele, há cerca de um ano. Dorval Rodrigues chegou a chorar ao falar do animal. Segundo Dorval, o combinado não era matar o médico e, sim, deixá-lo em uma cadeira de rodas. 

O autor do disparo que matou o veterinário, Zé Canoeiro, disse que está arrependido do que fez. A SEAI começou as investigações assim que foi procurada pela família da vítima. Imagens do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), do momento em que o veterinário Fernando Augusto chega à orla do Amarelinho, no bairro Educandos, zona Sul, no último sábado (23), também ajudaram os investigadores. Ele foi acionado para fazer um atendimento do outro lado do rio, pelo que receberia R$ 150 . 

De acordo com o secretário de Inteligência da SSP-AM,, Thomaz Vasconcelos, a secretaria conseguiu chegar a todos os envolvidos no crime, por meio de Zé Canoeiro. O policial aposentado teria pago R$ 10 mil pela execução do veterinário. Segundo o canoeiro, a ideia e todo o plano partiu de Dorval. 

O quinto suspeito de participar do crime ainda está sendo procurado. Trata-se de Jardel Brito da Silva, conhecido como “Vovô”, de 29 anos. Segundo o secretário de Inteligência, a arma do crime ainda não foi encontrada. O revólver teria sido jogado no rio. Os R$10 mil pagos pela execução do veterinário foram gastos pelos acusados. Eles vão responder pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil.




Uma jovem postou no Facebook um drama vivido e sofrido em sua pele.A história é triste mais conta todo sofrimento em que ela sentiu ao passar pelo a mão de um covarde.Veja o relato da jovem.


A princípio parecia apenas uma simples carona,não estava sozinha no carro,estava eu e mais 4 pessoas,o psicopata lixo o covarde desumano foi deixando cada um onde queriam ficar ,e eu iria ser deixada por último pois era o caminho dele. 

Assim que ele se encontrou a sós comigo começou a me assediar tentando me agarrar a força na intenção de me estuprar,achei estranho,chegando perto de uma rua escura e deserta ele disse: " Agora vamos dar umas paradinhas aqui pra ficar ne " eu disse não para o carro que eu vou descer aqui, Nesse mesmo instante ele acelerou o carro e entrou nessa rua escura com o carro em alta velocidade,não tinha como eu descer naquela rua pois ela era muito pouco habitada e muito escura,então tinha a esperança dele parar no asfalto próximo a minha casa,mas ele não parou acelerou o carro ainda mais que reforçou a intenção de estupro que eu via aos olhos dele. 

Foi ai que eu abri imediatamente a porta do carro pus os dois pés pra fora e comecei a gritar,ele tentava me voltar com os pés pra dentro do carro tentando me levar para um lugar mais distante de tudo mas antes que ele me levasse pra longe de casa eu pulei do carro em movimento e ele segurando meu braço esquerdo me arrastou pelo asfalto com o carro em altíssima velocidade me machucando muito,enquanto eu arrastava no asfalto não tinha mais forças pra gritar só pedia a Deus que me salvasse achei que ia morrer fiquei em silencio não acreditando que aquilo estava mesmo acontecendo comigo, pois ele me puxava pra debaixo do carro e eu via a roda d bem perto da minha cabeça! Ele me arrastou de costas de lado de frente e pelo visto nao ia me soltar,não antes de me matar.. 

Enfim consegui me soltar das mãos desse ordinário levantei MUIIIIITOOOO machucada no corpo inteiro mesmo assim consegui pegar minha bolsa e correr em direção a minha casa,ele virou o carro e correu atrás de mim a pé me ameaçando ,mas usei a cabeça e consegui me livrar dele,cheguei em casa desorientada chorando muito sem saber que fazer,fui levada para o hospital dando início aos cuidados. 

Só Deus sabe a dor que eu senti e que ainda sinto não só nas feridas como na alma,so de pensar que fui vítima de tamanha crueldade chego a chorar me perguntando porque,mas eu sei que como Deus me salvou no dia,ele vai me ajudar na recuperação das feridas e do trauma que estou sentindo. Sei que poderia ser pior e bem pior graças a Deus ele NÃAAAOOO conseguiu fazer nenhum tipo de abuso sexual comigo,isso me conforta as vezes. 

Venho através dessa postagem não apenas dizer o que aconteceu mas alertar e aconselhar a todas (o) a não brincar com a sorte tem muita gente ruim no mundo,tomem cuidado.. Não quero me expor muito por isso coloco apenas duas fotos ,pois nos outros lugares não posso postar mas estou machucada no corpo inteiro como seios barriga coxa perna os dois pés braços etc.. 

Enfim não gostaria de ser exemplo disso mas lembrem do que aconteceu comigo quando forem pegar carona entre outras coisas.. " Brilha Linda flor teu poder venceu trás de volta já o que uma vez foi meu ,sara o que se feriu cura o que se perdeu trás de volta já o que uma vez foi meu .. o que uma vez foi meu :´( :´(

Fonte;Rede Social Facebook
0 

Adicionar um comentário

    PRESAS LINDAS E ESNOBANTES FAZEM FESTA EM CELA !!



    Duas detentas da cadeia pública de Guarapuava, no Paraná, postaram várias fotos no Facebook. As imagens, publicadas em novembro do ano passado e em abril deste ano, foram tiradas dentro das celas e mostram as presas com roupas íntimas em poses sensuais. 

    Esta foto foi postada em 17 de abril de 2013. Várias fotografias foram descobertas pelos agentes penitenciários após denúncias e investigação interna. As detentas têm os perfis em redes sociais monitorados para verificar se existe alguma atualização enquanto estão presas. Esta imagem foi publicada em 15 de abril. Segundo Altemir Antônio Nascimento, chefe de cadeia pública da 3ª região, as duas detentas são irmãs e foram presas por tráfico de drogas. 

    Segundo declaração das próprias, esses celulares [usados para tirar as fotos], elas conseguiram dos presos masculinos aqui da carceragem. Nascimento confirmou que as fotos foram tiradas dentro das celas das presas. Essa foi uma das imagens que fez mais sucesso. Foi compartilhada e curtida por 32 pessoas, além de receber vários comentários. Esta imagem foi postada no dia 12 de abril. 

    As mulheres presas sofreram penalidades administrativas e tiveram os celulares apreendidos, de acordo com Nascimento. — O que seria sanção disciplinar: falta grave, 30 dias sem visitas, 30 dias entregas de sacolas por parte de visitantes, além desse tipo de atitude por parte delas vai dificultar uma possível progressão de pena por causa de comportamento ruim. 

    A Seju (Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos) do Paraná ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso, no entanto, adiantou que é difícil manter o controle total da entrada de aparelhos celulares em cadeias e presídios do Paraná. Esta imagem, postada no dia 12 de abril de 2013, também foi compartilhada e uma da mais comentadas entre aquelas publicadas pelas presas. 

    Três dias depois, a mesma presa publicou outra imagem na cela que ocupa na penitenciária de Guarapuava. O chefe de cadeia informou ainda que entre janeiro e julho deste ano, 34 celulares foram encontrados nas celas de presas, outros 14 foram apreendidos após denúncias anônimas e 77 foram arremessados por cima dos muros da penitenciária. Esta imagem foi postada no dia 15 de abril e "gostosa" é um dos adjetivos mais leves feitos por internautas. 

    A penitenciária de Guarapuava mantém presos provisórios tanto masculinos quanto femininos. Uma das presas é casada com um homem que está no alojamento dos homens. Esta foto foi publicada em 28 de novembro de 2013. A imagens encontradas pela reportagem foram postadas em duas páginas do Facebook.

    Algumas presidiárias utilizaram celulares para fazer um ensaio sensual dentro das celas de uma penitenciária feminina e postaram as fotos na internet. As presas receberam uma punição administrativa e tiveram os aparelhos celulares recolhidos








    Taxistas entram em confronto com PM no Greco e 2 manifestantes ficam feridos

    Os taxistas prometem fechar a avenida Frei Serafim, principal corredor de tráfego da cidade, para protestar contra a morte do colega Carlos Alberto de Sousa, que foi sequestrado e morto por criminosos na manhã desta sexta-feira (29). O movimento está sendo organizado para iniciar por volta das 17h50. Eles vão sair de carreata da sede do Greco, avenida Gil Martins, em seguida para a Frei Serafim. Os motoristas pedem segurança e justiça pela morte dos dois taxistas em menos de um mês.
    dois taxistas foram escolhidos pela policia para entrarem na sede do Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado) para conversarem com o acusado de assassinar o taxista  Carlos Alberto de Sousa. Duas pessoas foram presas, uma delas é um adolescente de 17 anos.  
    O taxista Moura Fé teve contato com um dos acusados, o Erikles Gomes, e perguntou o porquê do crime. Segundo o taxista, Erikles apenas baixou a cabeça e disse que está arrependido. "Ele disse que a intenção não era matar ele [o taxista], mas na hora não sei o que aconteceu", relatou o taxista.
    Moura Fé afirma que saiu do local emocionado e pediu que o acusado pensasse na família do taxista morto. "Você está aqui dentro e está seguro. Pense nesse momento na família que está desamparada", afirmou o taxista ao acusado.
    Moura Fé reuniu os colegas que integram o protesto e relatou o ocorrido. "O que nós queremos é ter a certeza de que os acusados vão ser levados para a penitenciária e vão pagar pelo que fizeram", disse.
    Ficou acertada para a próxima terça (02) uma reunião entre taxistas, mototaxistas e frentistas de postos de combustíveis para discutir medidas de segurança e confrontar as autoridades sobre uma solução para os casos de violência contra as três categorias.
    A reunião ocorrerá às 09h, na sede da Superintendência Municipal de Tranportes e Trânsito.
    Atualizada às 15h48
    A Tropa de Choque e policiais do 1º Batalhão isolam a entrada da Greco com cones para tentar retirar três veículos, frutos de apreensões em operações da polícia civil, e encontra resistência da parte dos taxistas que protestam contra a morte do colega Carlos Alberto de Sousa, 42 anos, ocorrida na manhã de hoje (29), no centro de Teresina.
    Alguns integrantes do movimento foram eleitos para entrar no estacionamento doprédio e fazer uma vistoria nos carros, a fim de se certificarem de que o suspeito da morte do taxista não está escondido em um dos veículos. Por conta do acirramento dos ânimos, os policiais pedem a compreensão dos taxistas.
    O coronel Alberto Menezes, comandante do policiamento da capital, tenta negociar com os taxistas. Quatro integrantes do movimento já entraram no prédio da Greco para verificarem os carros.
    Os três veículos foram retirados do estacionamento com os bagageiros abertos para que os taxistas pudessem ter certeza de que os presos não estavam sendo transportados.
    Atualizada às 14h40
    A tropa de choque da Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial) atirou balas de borracha contra os taxistas que fazem protesto em frente à sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco). Dois taxistas foram atingidos e encaminhados ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT).
    Por conta dos ânimos alterados, o colégio localizado em frente ao Greco liberou os alunos. Os tiros de bala de borracha foram deflagrados exatamente quando os estudantes estavam saindo da Unidade Escolar Professor Tomaz Leão Filho.
    "Estávamos saindo porque fomos liberados, mas quando ouvimos os disparos, saímos correndo. Minha amiga quase desmaia com o cheiro forte das bombas de gás", contou a aluna Érica Islane, 16 anos.
    Os dois taxistas atingidos foram Tales Marcelo Evangelista Alves Ferreira e Fábio da Silva Araújo. Além das balas de borracha, a Tropa de Choque também está usando spray de pimenta e bombas de gás de efeito moral para dispersar as pessoas. Entretanto, os taxistas se recusam a sair do local.
    "A categoria está revoltada e não está mais com medo. O que queremos é ver o assassino do nosso companheiro. Não queremos invadir o Greco. Mas o Rone está machucando os trabalhadores para proteger bandidos", declarou o taxista Maurício Carneiro, que está no local.
    A categoria está discordando entre si. Alguns defendem que o protesto deve ser pacífico, outros querem entrar na sede do Greco e ameaçam atacar qualquer carro que sair do local. O coronel Alberto Meneses tenta negociar com os manifestantes. "Mesmo acusado de matar, a polícia tem o dever de proteger a todos", justificou o coronel.
    Os taxistas pedem punição para os policiais que balearam os dois colegas. Eles questionam o coronel Alberto sobre o que aconteceria se os tiros tivessem partido de um dos taxistas. "Teríamos saído daqui algemados", completa. 
    Os taxistas identificaram dois policiais da tropa de choque, que eles acreditam que estejam abusando do poder, e pediram ao coronel que os afaste porque eles afirmam que estavam apenas pedindo explicações, quando os policiais já saíram atirando e atingiu os dois colegas. Um deles foi atingido na barriga e outro na perna. 
    Os taxistas continuam bloqueando a avenida e ainda não há expectativa de consenso. O Bope foi acionado.
    Atualizada às 12h30
    O clima continua tenso em Teresina após a morte do taxista Carlos Alberto de Sousa, 42 anos, ocorrida na manhã desta sexta-feira (29). A Polícia Civil confirmou a prisão de dois suspeitos do assassinato. Um deles seria Erikeles Gomes, de 18 anos, que teria completado maioridade recentemente. O segundo é um menor de iniciais F.J.S.O, de 17 anos.  Os taxistas prometem paralisação e vão continuar fazendo vigílias nos Distritos. 
    Após a reunião na Secretária de Segurança, um grupo de taxistas se deslocou para a sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), localizado na avenida Gil Martins. A categoria ameaça invadir a instituição por que teria recebido informações de que o segundo acusado de matar o taxista Carlos Alberto de Sousa estaria no local. A via está interditada.
    O coordenador do Greco, delegado Menandro Pedro, e o coordenador da delegacia de Homicídios, Francisco Costa, o Barêtta, estão conversando com os taxistas na tentativa de conter os ânimos. Policiais Militares estão no local auxiliando na manutenção da ordem.
    A via pública está fechada para o trânsito de veículos. Haverá uma reunião entre taxistas na tarde de hoje para que sejam programadas novas manifestações. Há grandes possibilidades de que haja uma paralisação geral da categoria. "O sentimento é de revolta. Estamos a mercê da bandidagem e não podemos mais ficar assim. O crime não tem mais hora para acontecer. Não vamos trabalhar hoje, vamos ficar nas delegacias esperando uma resposta, lutando pelos nossos direitos", declarou um dos taxistas que está no local.
    após a segunda morte de taxista em Teresina em menos de 15 dias. De acordo com o titular da pasta, Luís Carlos Martins, o preso acusado da morte já possuía passagens por roubos e estava em liberdade há menos cerca de um mês.
    “Sabemos que há uma comoção por parte da categoria dos taxistas, mas há um tecido social podre e uma falha na criação desses indivíduos. Nosso trabalho está sendo feito que é prender, processa e entregar para a justiça”, defendeu o secretário.
    Carlos Alberto de Sousa foi morto no início da manhã de hoje após pegar um passageiro na avenida Marechal Castelo Brando. Durante a corrida, outro passageiro entrou no carro. A dupla estaria utilizando o veículo e o taxista para realizarem furtos. 
    O taxista ainda tentou fugir, mas após confronto físico foi derrubado e atingido com disparo de arma de fogo. Este foi o segundo caso de assassinato contra taxistas em Teresina. No dia 16 de agosto deste ano Raimundo Francisco do Carmo foi morto com requintes de crueldade. 
    Erikles Gomes, preso acusado do homicídio do taxista
    O comandante da Polícia Militar do Piauí, coronel Lídio Filho, que também participou da reunião, disse que nunca “se prendeu tanta gente como agora”. “A Central de Flagrantes está cheia de presos. Isso é resultado do trabalho da PM. Vamos continuar trabalhando até prender todos os autores desse grave crime”, disse.

    Momento da prisão de Erikles, no Morro da Esperança


    Já o representante dos taxistas, Raimundo bezerra, disse que o novo crime só aumentou o sentimento de revolta na categoria. “Fizemos reunião com o secretário e com a polícia e nos disseram que estava tudo sob controle. Pediram para gente ficar calmo, mas não d á para uma pessoa matar outra e continuar livre”, analisou.
    Participaram do encontro, ainda, o coronel Albuquerque e o comandante de Policiamento da Capital